HISTÓRICO

Minha foto
Campo Grande, MS, Brazil
A Escola Estadual Lino Villachá localiza-se no Bairro Nova Lima – Rua Haroldo Pereira,460, esquina com Rua Jerônimo de Albuquerque, distante do centro de Campo Grande 12Km. A escola foi construída com a participação da comunidade em regime de mutirão. Essa idéia surgiu e amadureceu nas reuniões comunitárias, juntamente com os agentes do Projeto Periferia Viva – MEC – 1984. Iniciou suas atividades com cinco (05) salas, nos anos seguintes com o constante aumento da clientela escolar foram construídas mais salas, hoje são quatorze (14) com o Ensino Fundamental e Ensino Médio completo. Os alunos atendidos pela Escola são provenientes de classes populares, o que a torna tão importante quanto as demais no desenvolvimento do processo educativo e seus alunos necessitam de oportunidades para enfrentar o mundo atual em constante transformação. Criação do Blog: Professor Greisomar. Administradores: Professores de STE Greisomar, Elba e Wagner.Bom dia!

Feliz dia das mães!

FILOSOFIA LIVRO 1º ANO

sábado, 27 de março de 2010

Mensagem da semana

video

Um comentário:

  1. O PEQUENO PRÍNCIPE DE ANTOINE DE SAINT EXUPÉRY
    Uma das partes mais interessantes dessa obra é o trecho do diálogo a seguir:
    - O que quer dizer cativar?
    - Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?
    - Procuro amigos, disse. Que quer dizer cativar?
    - É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa criar laços...
    - Criar laços?
    - Exatamente, disse a raposa. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás pra mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo...
    Mas a raposa voltou a sua idéia:
    - Minha vida é monótona. E por isso eu me aborreço um pouco. Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei o barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora como música. E depois, olha! Vês, lá longe, o campo de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelo cor de ouro. E então serás maravilhoso quando me tiverdes cativado. O trigo que é dourado fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento do trigo...
    A raposa então calou-se e considerou muito tempo o príncipe:
    - Por favor, cativa-me! disse ela.
    - Bem quisera, disse o príncipe, mas eu não tenho tempo. Tenho amigos a descobrir e mundos a conhecer.
    - A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não tem tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres uma amiga, cativa-me! Os homens esqueceram a verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.

    ResponderExcluir